Detox de corpo, mente e alma em Ubud, Bali

Viajar para mergulhar em práticas que renovam as energias, aumentam o autoconhecimento e proporcionam bem-estar — de preferência em meio à natureza e longe do wifi — é a atual necessidade básica de pessoas acostumadas com a rotina pesada das grandes cidades, mas sedentas por momentos de sossego. Além de proporcionar experiências inesquecíveis e render cliques incríveis, destinos como UBUD são o melhor incentivo para colocar em prática tudo aquilo que a gente sabe que deveria fazer, mas não faz: comer bem, movimentar o corpo e esvaziar a mente.

É fácil se apaixonar perdidamente pela Bali de Julia Roberts em Comer, Rezar e Amar. É nesta região central da ilha que estão os famosos campos de arroz e a Green School, escola-sensação toda sustentável, alvo de famílias conscientes do mundo inteiro. É também o endereço do The Yoga Barn, um estúdio de yoga, meditação e autoconhecimento com opções mil de aulas para alunos de todos os níveis. É lá que nos hospedamos.

O centro existe há 13 anos e é focado em cura holística (corpo + mente + alma). Além das aulas práticas, oferece massagens terapêuticas e consultas com profissionais de diferentes países especializados em reiki e astrologia, além de workshops, muitos deles de cunho místico, e opções de detox completo. A possibilidade de hospedagem ali mesmo na propriedade (diárias a partir de US$ 25, em quarto compartilhado), facilita o mergulho individual e o aproveitamento total.

Café da manhã no The Garden Kafe, restaurante-delícia que fica dentro do espaço e tem menu vegano, vegetariano e ayurvédico (há MUITA influência indiana em Bali!), pode ser incluído na diária ou não, e faz parte da limpeza de dentro para fora ensinada ali. É possível fazer aulas avulsas (US$ 10), participar de eventos específicos como o Bali Spirit Festival, ou ainda optar por uma programação pré-pronta — vale estudar bem o site (aqui) antes de bater o martelo. 

Três aulas imperdíveis: Morning Flow, um mix de yoga e meditação para começar bem o dia, Sound Medicine, meditação em grupo, guiada por mantras e instrumentos altamente relaxantes, e a popularíssima Ecstatic Dance, que tem ares de rave (sem bebida alcoólica ou drogas) onde se incentiva a dançar da maneira mais livre possível para liberar bloqueios energéticos, aumentar a consciência corporal, aprofundar a respiração, desestressar e sentir-se conectado consigo mesmo.

Para uma hospedagem mais exclusiva, basta optar por uma das dezenas de hotéis estrelados instalados às margens do Rio Ayung, como o chiquérrimo (e muy fotogênico) Four Seasons Sayan, onde também passamos algumas noites. Atraído pelas florestas densas e vibe espiritual do lugar, o espaço oferece serviços de bem-estar bem regionais e luxuosos, como massagens feitas com óleo de coco natural extraído pelos locais. Além das aulas de yoga e meditação, onipresentes na região — ambas praticadas em uma estrutura de bambu com vista de cair o queixo.

“A ideia é que os hóspedes mergulhem no mais profundo descanso, experimentem o silêncio interno, ouçam a sabedoria de seus corações e promovam uma profunda conexão amorosa consigo mesmo”, explica a ex-freira budista Ibu Fera, mentora de bem-estar do cinco estrelas. Segundo ela, três dias de conexãoo são o suficiente para voltar para casa com a sensação renovada de estar viva, repleta de gratidão pelas bênçãos da vida e totalmente abertas às novas possibilidades.

Outra atração bem recente no hotel é o Jungle Biathlon, que consiste em três horas de bike + caminhada em meio aos campos de arroz e à floresta com um guia à tiracolo, é claro. Não há trilha sonora melhor do que Samba da Benção, de Bebel Gilberto, para acompanhar o passeio.

RESTÔS PREFERIDOS EM UBUD
– Amamos o Alchemy, que além de ter o menu vegano mais saboroso da vida, conta com ambiente muito agradável para passar horas a fio (encontramos muitos freelancers acampados no lugar).
– Fomos mais de uma vez no Suka Espresso, que tem unidades bem populares em Uluwatu + Canggu e abriu mais uma no final do ano passado, a poucos passos do The Yoga Barn (mais conveniente, impossível!).
– Penamos para fazer reserva no Locavore, um dos mais refinados e concorridos (né?) da área. Na próxima garantimos a mesa antes de sair do Brasil!

IMG_0454

Ubud campo de arrroz Four Seasons Sayan

IMG_0124

IMG_0471

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s