Dicas rápidas para quem quer ir a Moçambique

#1 LEVE REAIS (R$) em espécie. É possível trocar o dinheiro no próprio aeroporto, a um câmbio bastante favorável — cerca de 12 meticais por real. O dólar é mais bem cotado, claro, mas você sai perdendo na compra da moeda no Brasil.

#2 Não esqueça do REPELENTE. MALÁRIA É PROBLEMA SÉRIO e continua sendo uma das doenças que mais matam na África. Para contrair o mal, basta ser picado por um pernilongo infectado (há muitos por lá!). Portanto todo cuidado é pouco. Hospedar-se em lugares com telas nas janelas ajuda. É recomendado também comprar um remédio chamado Coartem, à base de artemisinina, caso a doença se manifeste na volta para casa (antes consulte seu médico de confiança). O medicamento não é encontrado no Brasil. Aos sintomas: febre, diarreia, dor de cabeça, dor nas juntas, vômito, etc. Na dúvida, faça um exame específico.

#3 Cuidado redobrado ao se aventurar com COMIDAS DE RUA. Menos por frescura, mais para prevenir outra doença bastante comum no continente, o CÓLERA, cuja contaminação acontece através da água e alimentos contaminados. Procure saber a procedência do que vai comer. As melhores opções são importadas da África do Sul, que fica a pouco mais de uma hora da capital Maputo. Dos supermercados, nenhum supera o Food Lovers, na Matola, com ótima variedade de frutas e verduras.

#4 ALUGAR UM CARRO é altamente recomendado. Há boas locadoras com preços justos nos arredores do aeroporto internacional de Maputo. Mas é preciso ter coordenação motora, já que é a mão inglesa que prevalece no país. Traduzindo: volante no lado direito, marcha + freio de mão no lado esquerdo, e por aí vai. Transportes públicos como o chapa, espécie de minivan que leva para todo canto, são inevitavelmente superlotados e chegam a ser perigosos, especialmente para as mulheres (não são poucos os casos de homens que se aproveitam da situação e cometem abusos).

#5 Comprar um chip de celular na Vodacom é fácil e barato. Mas ABUSAR DA INTERNET pode custar muito caro. Principalmente para heavy users. Compramos um plano de 2,5 GB que custou cerca de 50 reais em 2015 e os dados acabaram em uma semana. 

#6 Hidratante potente, protetor solar com alto fator de proteção, lip balm e máscara capilar são itens obrigatórios do NÉCESSAIRE de viagem. O sol arde e o clima é extremamente seco + quente o ano inteiro. A água do chuveiro resseca e deixa o cabelo difícil de domar. Alguns preferidos do momento: lipbalm EOS (é redondo, fácil de aplicar e hidrata sem melecar), hidratante Clinique (o famoso, o amarelo, o principal passo para a pele perfeita), protetor solar Anthelios AIRlicium, da La Roche-Posay (remove o excesso de oleosidade sem ressecar) e máscara Masque Force Architecte, da Kérastase (cicatriza os fios e repara cabelos extremamente danificados).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s